Seguidores

Pesquisar este blog

domingo, 28 de maio de 2017

RESPOSTA: Marido pode ser padrinho de Crisma?

Ave Maria!

o marido pode ser padrinho de crisma?

Pode, mas não deveria.
Evite!

Pelo batismo, cria-se uma relação espiritual entre o afilhado e o padrinho, relação que é muito real, e que constitui, portanto, um impedimento para o matrimônio de ambos. Se quem vai batizar-se é uma pessoa adulta, o seu noivo ou noiva não deveria apadrinhá-lo porque seria necessário obter mais tarde a dispensa para se poder celebrar o matrimônio.

Assim, Marido e Mulher já tem uma ligação pelo Sacramento do Matrimônio.

O padrinho/madrinha deve cuidar que o confirmado seja uma verdadeira testemunha de Cristo e cumpra com fidelidade as obrigações inerentes a esse sacramento (Can 892). O ideal é que seja o mesmo do Sacramento do Batismo. (Can 893).

O padrinho ou madrinha deve ser: (Can 893 e 874)

a) católico confirmado,

b) maior de 16 anos,

c) já tenha recebido o Sacramento da Eucaristia

d) leve uma vida de acordo com a fé (católica) e o encargo que vá assumir,
Não podem ser padrinhos pessoas de outras religiões ou filosofias de vida, amasiados (união estável), divorciados, casados somente no civil ou em uma igreja de outra religião ou pessoas que não tenham uma conduta cristã condizente.

e) não se encontre atingido por nenhuma pena canônica legitimamente irrogada ou declarada,

f) não seja pai ou mãe do confirmado (evite namorado, noivo, cônjuge);

g) ser solteiro ou casado na Igreja Católica;

h) deve ser um padrinho ou uma madrinha (homem ou mulher)
No caso do padrinho/madrinha não poder comparecer a celebração, o ausente pode delegar a sua presença, para isso basta estar informado do sacramento do crisma, dar o seu consentimento e concordar em que alguém o represente. O melhor é enviar o consentimento por escrito, mencionando o nome da pessoa que o representará, e o documento deverá ser apresentado ao sacerdote quando se marcar a cerimônia. O ausente será o padrinho real e será dele o nome inscrito no registro; é ele ou ela quem assume a responsabilidade pelo afilhado(a).

Veja se não há realmente uma outra pessoa que possa ser o seu padrinho ou uma madrinha, quem sabe a de Batismo?

Se não conseguir, procure conversar com seu Pároco sobre isso.

Fonte: Código de Direito Canônico e Livro "A Fé Explicada"

Que Nossa Senhora a abençõe. 

sábado, 27 de maio de 2017

RESPOSTA: Tenho 18 anos e não sou batizada, posso me batizar? E qual são os procedimentos a serem feitos?

Ave Maria!

tenho 18 anos e não sou batizada e quando pequena frequentava a igreja católica, pretendo retornar a frequentar posso meu batizar? E qual são os procedimentos a serem feitos?

Pode!

Todo aquele que não é batizado, querendo, pode batizar-se.

Procure a Paróquia da sua cidade e se inscreva na Catequese de Adultos.

A Catequese dura alguns meses, após o qual, você receberá todos os Sacramentos da Iniciação Cristã: Batismo, Crisma e Comunhão.

Até lá, você pode/deve ir a Santa Missa, mas sem comungar.

Que Deus a abençõe.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Protocolo do Vaticano e o Uso do Véu

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, chamou atenção durante o encontro do presidente americano com o papa Francisco, nesta quarta-fera, no VaticanoEla e Ivanka, filha de Donald Trump, usavam vestidos pretos longos, com mangas compridas e véu.
O traje faz parte do protocolo do Vaticano para mulheres em audiência com o papa, mas provocou questionamentos especialmente porque em viagem à Arábia Saudita, poucos dias antes, Melania não cobriu a cabeça, como manda o costume do país. Segundo o diretor de comunicação da primeira dama, Stephanie Grisham, ao contrário do Vaticano, lá não houve nenhum pedido ou exigência para uso de vestimentas.
O cerimonial diplomático da Santa Fé é historicamente rígido, com regras especificas sobre o que vestir, como se comportar e de que modo se dirigir ao papa, mas ganhou um pouco de flexibilidade com Francisco. O uso do véu para mulheres, apesar de ainda seguido pela maioria das autoridades, deixou de ser obrigatório.

Vestidos ou saias discretos, com ombros e joelhos cobertos e sem decotes são requisito para participar de uma audiência com o pontífice. Homens e mulheres devem trajar cores escuras, como preto, azul marinho ou cinza chumbo.
De acordo com o protocolo, a cor vermelha é reservada aos cardeais e só o papa pode vestir-se de branco.  A exceção fica por conta das rainhas católicas que têm o “Privilégio do Branco” e podem optar pela cor.
Para o público em geral, o recato é sugerido, mas as aparições públicas de Sua Santidade – que uma vez por semana faz uma oração na Praça São Pedro, em Roma, da janela de seus aposentos – não há qualquer exigência. Já quem participa da Audiência Geral – uma missa realizada em um auditório do Vaticano e para a qual é necessário retirar convite com antecedência, só pode entrar no local se estiver com saia ou calça comprida, ombros cobertos e decote discreto.
Fonte: MSN
Nossa Senhora modestíssima, rogai por nós!

quinta-feira, 25 de maio de 2017

13 nomes de bebê para honrar Maria

Estes nomes inspirados na Virgem Maria podem encantar muitos pais e mães

Miriam
A versão em hebraico de Maria, bem como o nome da irmã de Moisés. Você sabe, aquela que o seguiu quando sua mãe o colocou em um cesto no rio e ficou vigiando para ver o que aconteceria? De qualquer forma, um nome de devoção.
Amira
Usando as mesmas letras que Maria, é uma versão latina de Maria. Esse nome sempre me lembra amor.
Marisol
Um nome espanhol comum que vem de Maria da Solidão, ideal para uma família que valoriza a introspecção. A alusão ao mar e sol adiciona um segundo significado bonito.
Mariah
É uma das variantes inglesas de Maria. Após um surto de popularidade graças a Mariah Carey, pode valer a pena considerar esse nome novamente. Eu amo o significado deste nome – Senhora soberana. O que mais você poderia querer para sua filha?
Mira
Um anagrama de Maria que lhe dá algo curto e doce. Vem do grego e significa a fragrância de mirra, um dos presentes trazidos pelos magos ao menino Jesus.
Marina
Significa “regozijar-se” em hebraico, isso também traz à mente o mar. Se o oceano é significativo para a sua história familiar, esta é uma encantadora opção.
Marie
Versão francesa do nome Maria; há uma doçura neste nome. Significa “aquela que ocupa o primeiro lugar”.
Marlene
Este nome de origem grega é uma combinação de Maria e Madalena. Se Madalena lhe parece um pouco demais, Marlene pode ser um bom meio-termo.
Miri
Este nome é para meninas, originado da cultura eslava. Miri significa maravilhoso, paz. Miri lembra Maria em uma versão atualizada da ortografia com uma pronúncia similar. Poderia ser um apelido para Miriam também.
Miles
Significa “servo de Maria”, de acordo com Helen McLoughlin, do Nameday Cookbook, é uma ótima conexão para os amantes da música de Miles Davis também. Milo é outra versão do nome, um pouco mais original.
Marion
Mais comum um século atrás, Marion mantém a raiz Maria e o formaliza um pouco. O mais famoso cowboy John Wayne foi nomeado Marion por seus pais.
Gilmara
Também significa “serva de Maria”. Com raízes germânicas, você pode se conectar à sua própria herança aqui.
Gabriel
Para os meninos. O anjo que apareceu para anunciar a Maria que ela seria a mãe do Messias. Ele definitivamente nos lembra dela, sem ser demasiado literal. Significa “homem de Deus”, que Deus é a minha força, um sentimento poderoso.

Eliana Osborn é professora de Inglês e escritora que vive no Arizona com sua família. Seu trabalho tem aparecido no Real Simple, The Washington Post e Family Circle.

Fonte: Aletéia

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Das Novenas a Nossa Senhora




Os devotos de Maria celebram com muita atenção e fervor as novenas de suas festividades. E durante elas a Santíssima Virgem lhes dispensa, com muito amor, as graças inúmeras e especialíssimas. Viu um dia Santa Gertrudes, debaixo do manto de Maria, uma multidão de almas que nos dias precedentes se tinham preparado, por meio de devotos exercícios, para celebrar a festa da Assunção.


São os seguintes os exercícios que se podem praticar nas novenas:

1) Práticas Piedosas

a) Fazer oração mental, de manhã e à tarde, e visitar o Santíssimo Sacramento, acrescentando 9 Pai-Nossos e Glória ao Pai.
b) Todos os dias visitar alguma imagem da Virgem e então agradecer ao Senhor as mercês que lhe concedeu, e pedir a Maria um favor especial para si mesmo.
c) Fazer numerosas jaculatórias a Jesus e a Maria. Nada podemos fazer, que seja mais agradável à nossa Mãe do que amar a seu Filho. Disse-o ela a S. Brígida: Se queres que eu seja tua devedora, ama a meu Filho Jesus.
d) Ler, durante um quarto de hora, algum livro que lhe trata das glórias.

2) Exercícios de penitência

Com a devida licença do confessor, impor-se alguma mortificação exterior, como o cilício, o jejum, a abstinência de frutas à mesa, de comidas mais saborosas. Melhores são, entretanto, durante essas novenas, as mortificações interiores, como abster-se de ver e ouvir curiosidades, entregar-se ao retiro, ao silêncio, à obediência; evitar a impaciência nas respostas, suportar as contrariedades e outras semelhantes. Elas se podem praticar com menor perigo de vanglória, e maior merecimento, dispensando até a licença do diretor espiritual.

3) Exercício mais proveitoso, porém, será tomar, desde o princípio da novena, o propósito de corrigir-se de algum defeito a que se é mais inclinado. Por isso é bom, por ocasião das visitas acima mencionadas, pedir perdão das culpas passadas, renovar o propósito de nunca mais cair, e implorar para esse fim o auxílio de Maria.

4) O Obséquio mais agradável a Maria, entretanto, é a imitação de suas virtudes. Assim é bom, em cada novena, propormo-nos alguma virtude especial de Maria, a mais adaptada ao mistério que se celebra.
Por exemplo: na festa da Conceição, a pureza de intenção; na festa da Natividade, a renovação do espírito; na Apresentação, a humildade e o amor dos desprezos; na Visitação, a caridade para com o próximo, fazendo esmolas, ou pelo menos rezando pelos pecadores; e finalmente, na Assunção, a prática do desapego, fazendo tudo como preparação à morte, e aplicando-nos em viver cada dia como se fosse o último da vida.
Desse modo as novenas produzirão grandes resultados.

5) Muito recomendável é a comunhão frequente, e mesmo diária, durante a novena.
Dizia o Padre Ségneri que não podemos honrar melhor a Maria, do que por meio de Jesus. A Virgem (segundo o Padre Crasset) revelou a uma alma santa que não se lhe pode oferecer coisa mais cara do que a santa comunhão, porque é aí que o Salvador colhe nas almas os frutos de sua Paixão. É claro, pois, que a Santíssima Virgem nada deseja mais de seus devotos, que os ver receber a santa Comunhão.

6) Finalmente, no dia da festa, depois da Comunhão, é preciso oferecermo-nos ao serviço dessa divina Mãe, pedindo-lhe a virtude que nos propusermos na novena, ou alguma outra graça especial. E é bom escolher cada ano, entre as festas da Virgem, uma para a qual nos preparemos com maior fervor. Nesse dia então de novo nos consagraremos de um modo mais especial ao seu serviço, elegendo-a por Senhora nossa, Advogada e nossa Mãe. Então lhe pediremos perdão das negligências cometidas em seu serviço, durante o ano findo, com a promessa de maior fidelidade para o ano vindouro. Pedir-lhe-emos, finalmente, que nos aceite por servos, e nos alcance uma santa morte.

Fonte: Livro Glórias de Maria

TOTUS TUUS!


domingo, 21 de maio de 2017

Fátima, o terço e o inferno

As crianças tiveram uma visão horrível, mas também foi-lhes mostrado o caminho para o céu


Quando Nossa Senhora apareceu aos três pastorzinhos em Fátima, em 1917, ela permitiu que eles tivessem uma visão do inferno que assustaria qualquer criança (ou adulto). Eles viram um“vasto mar de fogo” e, dentro dele, muitas almas sendo atormentadas.

Uma imagem terrível, sobre qual Irmã Lúcia falou:

"Essa visão só durou um momento, graças à nossa boa Mãe Celestial, que na primeira aparição prometeu levar-nos ao céu. Sem isso, acho que teríamos morrido de terror e medo.”

O Catecismo da Igreja Católica confirma a existência do inferno, mas fala sobre uma punição mais severa do que ser banido da eternidade.

 O ensinamento da Igreja afirma a existência e a eternidade do inferno. As almas dos que morrem em estado de pecado mortal descem imediatamente após a morte aos infernos, onde sofrem as penas do Inferno, “o fogo eterno”. A pena principal do Inferno consiste na separação eterna de Deus, o Único em quem o homem pode ter a vida e a felicidade para as quais foi criado e às quais aspira. (1035)

A explicação que o Catecismo dá é o motivo pelo qual deveríamos ter medo do inferno. Devemos temer a perspectiva de passar a eternidade separada do Deus que nos ama tanto.

Embora seja verdade que as crianças tenham visto o inferno representado como um mar de fogo, Irmã Lúcia observou como aqueles que estavam no inferno sofriam de imenso “desespero”. O inferno é um lugar de desolação absoluta, um lugar solitário – não a “festa de todos os pecadores”, como muitas pessoas imaginam.

Dante escreveu sobre esse aspecto em seu Inferno. Em contraste com um “vasto mar de fogo”, ele descreve-o como um lago de “gelo”.

Ao peito hirsuto havia-se agarrado;
Depois de velo em velo descendia
Entre os ilhais e o lago congelado
. (Canto XXXIV).

Em vez de um lugar de fogo perpétuo, é visto como um lugar de escuridão, frio e desespero. A imagem de Dante do inferno destaca a realidade da separação eterna de Deus, algo terrível e extremamente solitário. Na interpretação dele, o inferno é um lugar onde você clama, mas ninguém ouve seus gritos; um lugar onde você deseja estar ao lado de alguém, mas nunca pode se mover.

A boa notícia é que Nossa Senhora não quis simplesmente mostrar essa visão às crianças para assustá-las. Ela queria que elas soubessem o motivo pelo qual devemos nos esforçar para evitar o inferno e que devemos fazer tudo o que pudermos para corrermos para o céu, trazendo conosco aqueles que conhecemos.

Ela também ofereceu um caminho que levaria as almas ao abraço celestial:

Vocês viram que o inferno é para onde vão as almas dos pobres pecadores. Para salvá-los, Deus deseja estabelecer no mundo a devoção ao meu Coração Imaculado.

 Nossa Senhora ensinou as crianças a se aproximarem de seu Coração Imaculado para impedir que suas almas se afastem de Deus. Ela recomendou praticar as devoções do Primeiro Sábado, oferecendo sacrifícios pessoais e também rezando uma oração adicional durante o terço e o rosário:

 Quando vocês rezarem o terço, digam depois de cada mistério: “Oh, meu Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno. Levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

A oração resume a nossa vida cristã, reconhecendo a nossa necessidade do perdão, mas também dirigindo nossos esforços para ajudar aqueles que estão ao nosso lado a alcançarem o céu. Nossa Senhora de Fátima nos lembra que devemos desejar que todas as almas cheguem ao céu, até mesmo aos nossos inimigos. Nunca devemos desejar que alguém passe a eternidade longe de Deus.

No final, quanto mais nos aproximarmos do coração de Maria, mais perto estaremos do coração de Jesus. Como escreveu São Luís de Montfort, a devoção a Maria “é a maneira mais segura, mais fácil, mais curta e mais perfeita de se aproximar de Jesus”.

 Fonte: Aletéia

Por fim, meu Imaculado Coração Triunfará!

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Alguns dias do Ano dedicados a Nossa Senhora

Ave Maria!!

Durante o ano, vários são os dias dedicados a Devoção a Nossa Senhora.

Inicialmente, TODO SÁBADO é dedicado a Maria!
Segue, alguns, dos dias mais conhecidos dedicados a Nossa Mãezinha.
 

JANEIRO

01 - Solenidade da Santa Mãe de Deus (Dia Santo e de Guarda)

FEVEREIRO

02 - Purificação de Nossa Senhora
11 - Nossa Senhora de Lourdes
23 - Nossa Senhora do Divino Pranto
24 - Nossa Senhora da Confiança

MARÇO

25 - Nossa Senhora da Anunciação (Solenidade)

ABRIL

02 - Nossa Senhora do Desterro
08 - Nossa Senhora da Penha de França
26 - Nossa Senhora do Bom Conselho

MAIO

08 - Nossa Senhora da Estrela
13 - Nossa Senhora de Fátima
24 - Nossa Senhora Auxiliadora
26 - Nossa Senhora de Caravaggio
31 - Festa da Visitação de Nossa Senhora

JUNHO

27 - Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

JULHO

13 - Nossa Senhora da Rosa Mística
16 - Nossa Senhora do Carmo

AGOSTO

02 - Nossa Senhora dos Anjos
05 - Nossa Senhora das Neves
15 - Assunção de Nossa Senhora (Dia Santo e de Guarda)
16 - Nossa Senhora do Amparo
22 - Nossa Senhora Rainha

SETEMBRO

08 - Natividade de Nossa Senhora, Festa
15 - Nossa Senhora das Dores
18 - Nossa Senhora da Defesa
19 - Nossa Senhora da Salette
24 - Nossa Senhora das Mercês

OUTUBRO

07 - Nossa Senhora do Rosário
12 - Nossa Senhora da Conceição Aparecida
18 - Nossa Senhora Mãe, Rainha e Vencedora, Três Vezes Admirável de Schoenstatt

NOVEMBRO

01 - Nossa Senhora do Bom Sucesso
08 - Nossa Senhora Mediadora
15 - Nossa Senhora do Rocio
21 - Apresentação de Nossa Senhora ao Templo
27 - Nossa Senhora das Graças da Medalha Milagrosa

DEZEMBRO

08 - Imaculada Conceição de Nossa Senhora (Dia Santo e de Guarda)
12 - Nossa Senhora de Guadalupe
18 - Nossa Senhora do Bom Parto

Cabelos Brancos


"Faço mais sucesso com eles brancos do que quando era loira"
(Tânia Farias)



"Cabelo branco é herança. 
E herança a gente não despreza!"
(Isabel Cristina)

Fonte: Band Mulher

terça-feira, 16 de maio de 2017

Algo maravilhoso acontece quando você confia na Virgem Santíssima


 
Um testemunho belíssimo 

Lembro-me de ter lido sobre um monge santo que agonizava. O superior da ordem foi visitá-lo e disse-lhe:

 “Em nome da santa obediência, peço que nos diga por que a Virgem Santíssima lhe ajudou tanto em sua vida”. 

O monge, em obediência, revelou o seu segredo:

“É que, todas as manhãs, ao despertar, a primeira coisa que eu fazia era confiar o meu dia à Virgem, pedindo a proteção dela e o seu amor maternal”. 

Isso me pareceu maravilhoso e, desde então, eu também faço isso. Quando acordo, primeiro agradeço a Deus pelo dia que vou viver, a oportunidade que ele me dá de me aproximar Dele. Depois, olhando um quadro de nossa bela Mãe Celestial, confio-lhe o dia e peço seu amor e proteção.

Durante toda a minha vida, experimentei sua proteção maternal, mesmo sem merecê-la. Não tenho sido o melhor de seus filhos. Já a decepcionei centenas de vezes com meu comportamento. E centenas de vezes ela me ajudar a recordar que somos todos filhos de Deus e que, animada, ela nos espera no Paraíso.

Quando alguém fala mal da Virgem, defendo minha Mãe, procurando ser misericordioso. Rezo uma Ave-Maria em silêncio e confio esta pessoa à Virgem.

 “É minha mãe” e me sinto feliz por poder dizer isso. Se eu pudesse, iria à praças gritar: “a Virgem Maria é nossa Mãe Celestial”. 

Por isso, leio com tanto cuidado as mensagens que elas nos deixou em Fátima:

 “Façam sacrifícios pelos pecadores e digam muitas vezes, especialmente quando fizerem um sacrifício: 
“Ó, Jesus, é por seu amor, pela conversão dos pecadores e em reparação aos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria!” 
(13 de Julho de 1917).

 “Orem, orem muito e façam sacrifícios pelos pecadores. São muitas almas que vão ao inferno, porque não há quem se sacrifique e rogue por elas” 
(19 de agosto de 1917). 

Posso pedir-lhe um favor? Se, ao ler isso você estiver em Fátima, poderia saudar nossa Mãe por mim e dizer a ela:

 “Dulcíssima Virgem Maria, Cláudio pediu para que eu te saudasse e te deixasse uma mensagem de amor de filho”. 

Ó, doce Coração de Maria, seja a minha salvação!

segunda-feira, 15 de maio de 2017

ANO JUBILAR DE FÁTIMA - Indulgência Plenária



ANO JUBILAR DE FÁTIMA 

Concessão de Indulgência Plenária 

A fim de dignamente celebrar o centésimo aniversário das Aparições de Fátima, por mandato do Papa Francisco é concedido, com a inerente indulgência plenária, um Ano Jubilar, do dia 27 de novembro de 2016 até ao dia 26 de novembro de 2017

A indulgência plenária do jubileu é concedida: 

a) aos fiéis que visitarem em peregrinação o Santuário de Fátima e aí participarem devotamente em alguma celebração ou oração em honra da Virgem Maria, rezarem a oração do Pai-Nosso, recitarem o símbolo da fé (Credo) e invocarem Nossa Senhora de Fátima; 

b) aos fiéis piedosos que visitarem com devoção uma imagem de Nossa Senhora de Fátima exposta solenemente à veneração pública em qualquer templo, oratório ou local adequado, nos dias do aniversário das aparições (dia 13 de cada mês, desde maio a outubro de 2017), e aí participarem devotamente em alguma celebração ou oração em honra da Virgem Maria, rezarem a oração do Pai-Nosso, recitarem o símbolo da fé (Credo) e invocarem Nossa Senhora de Fátima

c) aos fiéis que, pela idade, doença ou outra causa grave, estejam impedidos de se deslocarem, se, arrependidos de todos os seus pecados e tendo firme intenção de realizar, assim que lhes for possível, as três condições abaixo indicadas, frente a uma pequena imagem de Nossa Senhora de Fátima, nos dias das aparições se unirem espiritualmente às celebrações jubilares, oferecendo com confiança a Deus misericordioso através de Maria as suas preces e dores, ou os sacrifícios da sua própria vida. 

Para obter a indulgência plenária, os fiéis, verdadeiramente penitentes e animados de caridade, devem cumprir ritualmente as seguintes condições: confissão sacramental, comunhão eucarística e oração pelas intenções do Santo Padre


Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

domingo, 14 de maio de 2017

Oração Jubilar de Consagração a Nossa Senhora


Salve, Mãe do Senhor,
Virgem Maria, Rainha do Rosário de Fátima!
Bendita entre todas as mulheres,
és a imagem da Igreja vestida da luz pascal,
és a honra do nosso povo,
és o triunfo sobre a marca do mal.

Profecia do Amor misericordioso do Pai,
Mestra do Anúncio da Boa-Nova do Filho,
Sinal do Fogo ardente do Espírito Santo,
ensina-nos, neste vale de alegrias e dores,
as verdades eternas que o Pai revela aos pequeninos.

Mostra-nos a força do teu manto protetor.
No teu Imaculado Coração,
sê o refúgio dos pecadores
e o caminho que conduz até Deus.

Unido/a aos meus irmãos,
na Fé, na Esperança e no Amor,
a ti me entrego.
Unido/a aos meus irmãos, por ti, a Deus me consagro,
ó Virgem do Rosário de Fátima.

E, enfim, envolvido/a na Luz que das tuas mãos nos vem,
darei glória ao Senhor pelos séculos dos séculos.

Ámen.



Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

sábado, 13 de maio de 2017

O Triunfo do Imaculado Coração!




A treze de Maio,
Na Cova da Iria,
Apareceu brilhando,
A Virgem Maria.
Ave, Ave,
Ave Maria,
Ave, Ave,
Ave Maria,
A Virgem Maria,
Cercada de Luz,
Nossa Mãe bendita
E Mãe de Jesus.
C'os males da guerra
O mundo sofria;
Portugal, ferido,
Sangrava e gemia.
Foi aos pastorinhos
Que a Virgem falou,
Desde então, nas almas
Nova luz brilhou!
Com doces palavras
Mandou-nos rezar
A Virgem Maria
Para nos salvar.
Achou logo a Pátria
Remédio ao seu mal;
E a Virgem bendita
Salvou Portugal.
Mas jamais esqueçam
Nossos corações
Que nos fez a Virgem
Determinações.
Falou contra o luxo,
Contra o impudor,
De imodestas modas
De uso pecador.
A treze de Outubro
Foi o seu adeus
E a Virgem Maria
Voltou para os céus.
À Pátria que é vossa,
Senhora dos Céus,
Dai honra, alegria
E a graça de Deus.
Todo o mundo a louve,
Para se salvar,
Desde o vale ao monte,
Desde o monte ao mar.



Por fim, meu Imaculado Coração Triunfará!

TOTUS TUUS MARIAE!

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Sub Tuum Praesídium (À Vossa Proteção)

 

À Vossa Proteção

À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó virgem gloriosa e bendita.
Amém


Sub Tuum

Sub tuum praesídium confúgimus, Sancta Dei Génetrix. Nostras deprecatíones ne despícias in necessitátibus, sed a perículis cunctis libera nos semper, Virgo gloriósa et benedícta. 
Amen

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Recorrer frequentemente a Maria!

 

"Afirmo que, entre todas as práticas devotas, nenhuma há que tanto agrade a nossa Mãe, como recorrer frequentemente à sua intercessão. Peçamos-lhe, pois, auxílio em todas as necessidades particulares. Por exemplo: quando vamos tomar ou dar conselhos, nos perigos, nas aflições e tentações, principalmente nas tentações contra a pureza. Certamente nos há de socorrer a divina Mãe, se a ela recorremos com a antífona Sub Tuum Praesidium, ou com a Ave-Maria, ou com a simples invocação de seu santíssimo nome, que tem uma força particular contra os demônios.

O beato Sante, franciscano, em uma tentação contra a pureza, recorreu a Maria e ela, aparecendo-lhe imediatamente, lhe pôs a mão sobre o peito e o livrou. Em tais ocasiões também é bom beijar ou tomar na mão o Rosário ou o escapulário, ou então olhar para uma imagem da Virgem Maria. Note-se que lucra cada vez 300 dias de indulgência quem pronunciar devotamente os nomes de Jesus ou de Maria."

Fonte: Livro Glórias de Maria de S. Afonso de Ligório

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Por que é tão importante a aparição de Nossa Senhora em Fátima?


 A Irmã Lúcia, Fátima e a batalha final


Porque ali, em Portugal, há exatamente 100 anos, a Virgem Santíssima aparecia para prever toda a história do século seguinte, incluindo o fato de que, conforme revelação da vidente Irmã Lúcia, "o confronto final entre o Senhor e o reino de Satanás" seria "sobre a família e sobre o matrimônio"

No fim, porém — é a própria Virgem revestida de sol que o garante —, o exército do seu Imaculado Coração triunfará!

Esta homilia foi feita pelo Padre Paulo Ricardo no dia 4 de maio de 2017, durante Missa matutina na Paróquia Cristo Rei, de Várzea Grande (MT). Na ocasião, dava-se início à novena em honra ao centenário das aparições de Fátima.

Ouça clicando AQUI!


 POR FIM, MEU IMACULADO CORAÇÃO TRIUNFARÁ!

RENOVANDO O GUARDA-ROUPAS - CABELOS GRISALHOS





Fonte: Programa Costume

terça-feira, 9 de maio de 2017

Quem ama Maria, ama a Eucaristia


"Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida.
Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele."
(João 6, 55-56)



"Mais de mil aparições, não valem uma Missa!
Nunca estou tão próxima de vocês, quando vocês participam bem da Missa"
(Nossa Senhora em Medjugorie)


Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

segunda-feira, 8 de maio de 2017

O Terço


"Um instrumento tradicional na recitação do Rosário é o terço. No seu uso mais superficial, reduz-se frequentemente a um simples meio para contar e registrar a sucessão das ave-marias. Mas presta-se também a exprimir simbolismo, que podem conferir maior profundidade à contemplação.

A tal respeito, a primeira coisa a notar é como o terço converge para o Crucificado, que desta forma abre e fecha o próprio itinerário da oração. Em Cristo, está centrada a vida e a oração dos crentes. Tudo parte dele, tudo tende para ele, tudo por ele, no Espírito Santo, chega ao Pai.

Como instrumento de contagem que assinala o avançar da oração, o terço evoca o caminho incessante da contemplação e da perfeição cristã. O Beato Bártolo Longo via-o também como uma "cadeia" que nos prende a Deus. Cadeia sim, mas uma doce cadeia; assim se apresenta sempre a relação com um Deus que é Pai. Cadeia "filial", que nos coloca em sintonia com Maria, a "serva do Senhor" (Lc 1,38), e, em última instância, com o próprio Cristo que, apesar de ser Deus, se fez "servo" por nosso amor (Fl 2, 27).

É bom alargar o significado simbólico do terço também à nossa relação recíproca, recordando por meio dele o vínculo de comunhão e fraternidade que a todos nos une em Cristo.

(...)

O Rosário pode ser recitado integralmente todos os dias, não faltando quem louvavelmente o faça. Acaba assim por encher de oração as jornada de tantos contemplativos, ou servir de companhia a doentes e idosos que dispõem de tempo em abundância. Mas é óbvio - e isto vale com mais forte razão ao acrescentar-se o novo ciclo dos mysteria lucis - que muitos poderão recitar apenas uma parte, segundo uma determinada ordem semanal. Essa distribuição pela semana acaba por dar às sucessivas jornadas desta uma certa "cor" espiritual, de modo análogo ao que faz a liturgia com as várias fases do ano litúrgico.

Segundo a prática corrente, a segunda e a quinta-feira são dedicadas aos "mistérios da alegria", a terça e a sexta-feira aos "mistérios da dor", a quarta-feira, o sábado e o domingo aos "mistérios da glória". Onde se podem inserir os "mistérios da luz"? Atendendo a que os mistérios gloriosos são propostos em dois dias seguidos - sábado e domingo - e que o sábado é tradicionalmente um dia de intenso caráter mariano, parece recomendável deslocar para ele a segunda meditação semanal dos mistérios gozosos, nos quais está mais acentuada a presença de Maria. E assim fica livre a quinta-feira precisamente para a meditação dos mistérios da luz."


Nossa Senhora do Rosário, rogai por nós!

domingo, 7 de maio de 2017

Mês com Maria!



"Ninguém tem tanta intimidade com Jesus do que aquele que, por meio de Maria, se aproxima Dele!" 
(Ir. Luís Maria)





Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

sábado, 6 de maio de 2017

Por que maio é o Mês de Maria?


Durante vários séculos a Igreja Católica dedicou todo o mês de maio para honrar a Virgem Maria, Mãe de Deus. A seguir, explicamos o porquê.

A tradição surgiu na antiga Grécia. O mês de maio era dedicado a Artemisa, deusa da fecundidade. Algo semelhante ocorreu na antiga Roma, pois maio era dedicado a Flora, deusa da vegetação. Naquela época, celebravam os ‘ludi florals’ (jogos florais) no fim do mês de abril e pediam sua intercessão.

Na época medieval abundaram costumes similares, tudo centrado na chegada do bom clima e o afastamento do inverno. O dia 1º de maio era considerado como o apogeu da primavera.

Durante este período, antes do século XII, entrou em vigor a tradição de Tricesimum ou “A devoção de trinta dias à Maria”. Estas celebrações aconteciam do dia 15 de agosto a 14 de setembro e ainda são comemoradas em alguns lugares.

A ideia de um mês dedicado especificamente a Maria remonta aos tempos barrocos – século XVII. Apesar de nem sempre ter sido celebrado em maio, o mês de Maria incluía trinta exercícios espirituais diários em homenagem à Mãe de Deus.

Foi nesta época que o mês de maio e de Maria combinaram, fazendo com que esta celebração conte com devoções especiais organizadas cada dia durante todo o mês. Este costume durou, sobretudo, durante o século XIX e é praticado até hoje.

As formas nas quais Maria é honrada em maio são tão variadas como as pessoas que a honram.
As paróquias costumam rezar no mês de maio uma oração diária do Terço e muitas preparam um altar especial com um quadro ou uma imagem de Maria. Além disso, trata-se de uma grande tradição a coroação de Nossa Senhora, um costume conhecido como Coroação de Maio.

Normalmente, a coroa é feita de lindas flores que representam a beleza e a virtude de Maria e também lembra que os fiéis devem se esforçar para imitar suas virtudes. Em algumas regiões, esta coroação acontece em uma grande celebração e, em geral, fora da Missa.

Entretanto, os altares e coroações neste mês não são apenas atividades “da paróquia”. Mas, o mesmo pode e deve ser feito nos lares, com o objetivo de participar mais plenamente na vida da Igreja. Deve-se separar um lugar especial para Maria, não por ser uma tradição comemorada há muitos anos na Igreja ou pelas graças especiais que se pode alcançar, mas porque Maria é nossa Mãe, mãe de todo o mundo e porque se preocupa com todos nós, intercedendo inclusive nos assuntos menores.
Por isso, merece um mês inteiro para homenageá-la.

(via ACIdigital)

Fonte: Aletéia

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Consagração a Jesus por meio de Maria. Práticas Exteriores particulares da Devoção.

 
O Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem nos indica práticas particulares - exteriores e interiores - para bem viver a devoção e a consagração total a Maria.

226. Se bem que o essencial desta devoção consista no interior, ela conta também práticas exteriores...
Não quer isso dizer, como observa S. Gregório, que devamos fazer nossas ações e devoções exteriores para agradar aos homens e daí tirar louvores, o que seria vaidade; mas fazê-las às vezes diante dos homens, com o fito de agradar a Deus e glorificá-lo, sem preocupar-nos com o desprezo ou os louvores dos homens..."

No Tratado há algumas práticas exteriores, dentre elas:

1) Consagração depois de exercícios preparatórios

12 dias Preparatórios; e
3 Semanas.

231. Ao fim das três semanas, confessar-se-ão e comungarão na intenção de se darem a Jesus Cristo na condição de escravos por amor, pelas mãos de Maria. E depois da comunhão, que cuidarão de fazer conforme o método que segue (v. n. 266), recitarão a fórmula de consagração, que se encontra também adiante (v. p. 280); será necessário que a escrevam ou mandem escrever, se não estiver impressa, e a assinem no mesmo dia em que a fizerem.

2) Recitação da coroinha da Santíssima Virgem

234. Segunda prática. Recitarão todos os dias de sua vida, sem, entretanto, nenhum constrangimento, a coroinha da Santíssima Virgem, composta de três Pai-Nossos e doze Ave-Marias, em honra dos doze privilégios e grandezas da Santíssima Virgem....

3) Usar pequenas cadeias de ferro

236. Terceira prática. É muito louvável, glorioso e útil àqueles e àquelas, que assim demonstrarão ser escravos de Jesus em Maria, trazer, como sinal de sua amorosa escravidão, pequenas cadeias de ferro, bentas com uma bênção especial.
Estas demonstrações exteriores não são, na verdade, essenciais, e uma pessoa pode bem se dispensar, embora tenha abraçado esta devoção.

4) Devoção Especial ao Mistério da Encarnação

243. Quarta prática. Terão uma devoção especial ao mistério da Encarnação do Verbo, a 25 de março, que é o mistério adequado a esta devoção, pois que esta devoção foi inspirada pelo Espírito Santo....

5) Grande devoção à Ave Maria e ao terço

249. Quinta prática. Terão grande devoção ao recitar a Ave Maria, ou a Saudação Angélica, da qual bem poucos cristãos, mesmo esclarecidos, conhecem o valor, o mérito, a excelência e a necessidade...

6) Recitação do Magnificat

255. Sexta prática. Para agradecer a Deus pelas graças que concedeu à Santíssima Virgem, dirão frequentemente o Magnificat... É a única oração e a única obra composta por Maria, ou, melhor, que Jesus fez por meio dela, pois ele fala pela boca de sua Mãe Santíssima.

7) O desprezo pelo mundo

256. Sétima prática. Os fiéis servos de Maria devem desprezar, odiar e fugir ao mundo corrompido, e servir-se das práticas de desprezo pelo mundo, que assinalamos na primeira parte.

O que coloquei aqui foi pequenas partes do Tratado, nele há muito mais informações e orientações que são importantes para aqueles que querem se Consagrar, por esse método, bem como, para os que já são consagrados e vão renovar. 
Portanto, LEIAM E RELEIAM O TRATADO

Fonte: Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, editora Vozes, 39० Edição.

TOTUS TUUS MARIAE!

quinta-feira, 4 de maio de 2017

O que Nossa Senhora de Fátima pediu aos Pastorinhos? E nos pede?



13 de maio de 1917. 

Lúcia de Jesus, 10 anos, Francisco Marto, 9 anos e Jacinta Marto, 7 anos, após a Missa na igreja de Aljustrel, lugarejo de Fátima, foram pastorear o rebanho de ovelhas nas terras do pai de Lúcia, na Cova da Iria.

Nesta primeira aparição, Nossa Senhora pede aos 3 pastorinhos que venham seis meses seguidos, no dia 13, à mesma hora. E diz que ainda viria uma sétima vez.

“Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido, e de suplica pela conversão dos pecadores?

Passados os primeiros momentos, Nossa Senhora acrescentou: 

Rezem o Terço todos os dias para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra’.

Nas aparições, a Virgem Santíssima falou apenas com Lúcia, Jacinta só ouvia o que Ela dizia e Francisco não A ouvia mas apenas via.


A segunda aparição: 13 de junho

Nossa Senhora queria que voltassem no próximo dia 13, que rezassem o Terço todos os dias e aprendessem a ler.

Lúcia pede para que Ela os leve para o Céu.  

“Sim, à Jacinta e ao Francisco levo-os em breve. Mas tu ficas cá mais algum tempo. Jesus quer servir-se de ti para Me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração. A quem a abraçar, prometo a salvação; e serão queridas de Deus estas almas, como flores postas por Mim a adornar o seu trono


Terceira aparição: 13 de julho

“Quero que venham aqui no dia 13 do mês que vem; que continuem a rezar o Terço todos os dias em honra de Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz do mundo e o fim da guerra, porque só Ela lhes poderá valer”.
  
E Lúcia revela que Nossa Senhora pediu para eles se sacrificarem pelos pecadores e dizerem muitas vezes, em especial sempre que fizerem algum sacrifício:

“Ó Jesus, é por Vosso amor, pela conversão dos pecadores, e em reparação pelos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria”.


Quarta aparição: 15 de agosto

Às vésperas da data, os 3 pastorinhos foram seqüestrados e mantidos por 3 dias sob vigilância pelo Administrador de Ourém, que lhes desejava arrancar os segredos a eles confiados. Assim, não puderam comparecer à Cova da Iria, no dia 13 de agosto. Alguns dos presentes, no local, testemunharam ter ocorrido o trovão, o relâmpago e o surgimento da pequena nuvem, leve, branca e bonita, pairando sobre a azinheira. E que, depois, subiu e desapareceu no céu.

Libertos e estando, em 15 de agosto, a pastorear em Valinhos, Lúcia e Jacinto sentiram algo sobrenatural que os envolvia… E mandaram que João, irmão de Jacinta, fosse chamá-la. Lúcia e Francisco viram o reflexo da luz como um relâmpago e, chegada a Jacinta, logo, Nossa Senhora apareceu sobre a carrasqueira. Ela queria que viessem no próximo dia 13 e que rezassem o Terço todos os dias.

“No último mês farei o milagre para que todos acreditem.” prometeu a Virgem.

“Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o Inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas”. 


Quinta aparição: 13 de setembro

Continuem a rezar o Terço para alcançarem o fim da guerra. Em outubro virá também Nosso Senhor, Nossa Senhora das Dores e do Carmo, São José com o Menino Jesus, para abençoarem o mundo. Deus está contente com os vossos sacrifícios, mas não quer que durmais com a corda [cilício], trazei-a só durante o dia”.



Sexta e última aparição: 13 de outubro de 1917

 “Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra, que sou a Senhora do Rosário, que continuem sempre a rezar o Terço todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarão em breve para suas casas.

 “Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor que já está muito ofendido”.

 
Fonte: Arautos do Evangelho

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...