Seguidores

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Qual a Diferença de Jejum e Abstinência e quando e como fazer?

Muitas pessoas quando chega na Quaresma tem dúvidas de como fazer o Jejum e a Abstinência e, por vezes, acabam confundindo as duas coisas achando que são iguais.

O Código de Direito Canônico ensina que:

"cân. 1251 - Observe-se a ABSTINÊNCIA de carne ou de outro alimento, segundo as prescrições da Conferência dos Bispos, em todas as sextas-feiras do ano, a não ser que coincidam com algum dia enumerado entre as solenidades; observem-se a ABSTINÊNCIA E O JEJUM na quarta-feira de Cinzas e na sexta-feira da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo."

No Brasil, a CNBB, por delegação expressa da Santa Sé mediante o cânon aludido, concedeu a faculdade ao fiel de, nas sextas-feiras do ano, inclusive durante a Quaresma, substituir a abstinência de carne por "alguma forma de penitência, principalmente obra de caridade ou exercício de piedade." (Legislação Complementar da CNBB)

Assim, salvo a abstinência da Quarta-feira de Cinzas e da Sexta-feira Santa (que devem ser observadas juntamente com o jejum: não basta "não comer carne", é preciso comer só uma refeição completa!), as demais, no Brasil, podem ser substituídas por outro tipo de mortificação ou penitência: renúncia a outro alimento, determinadas orações, atos de piedade ou caridade etc."

Quem está obrigado a Abstinência de Carne?

Todo católico que tiver quatorze anos completos até o final da vida, conforme dita a regra do Can 1252.

O jejum é diverso da abstinência.

O jejum na Igreja Católica é obrigatório na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa. Fora esses dias, o católico pode fazer jejum quando quiser e achar necessário.

O que é o Jejum?

O jejum é deixar de fazer uma refeição no dia (almoço ou jantar), acontece assim: você toma o café da manhã, normalmente, e escolhe uma das duas refeições para fazer somente um lanchinho básico. Nesse dia não pode comer doce, bolachas, lanche entre as refeições, belisca,r refrigerante, cerveja, etc.

Quais os tipos de Jejum?

Decidido a fazer o jejum decide-se qual jejum irá fazer, há vários tipos de jejum:

a) o da Igreja;
b) o jejum a pão e água (não se deve comer o pão e tomar a água junto);
c) o jejum de líquidos; e
d) o jejum completo, que não se come ou bebe nada, esses jejuns normalmente, terminam no final do dia (após às 16hs).

Quem pode fazer o Jejum?

Todos podem fazer jejum. Sejam idosos ou estejam cansados ou doentes; sejam gestantes, mães que amamentam, jovens ou adultos. Todos podem jejuar sem que isso lhe faça mal, mas, pelo contrário, lhes faça bem.
Muitas pessoas não jejuam porque não sabem fazê-lo. Imaginam que jejuar seja uma coisa muito difícil e dolorosa que elas não vão conseguir.

Como é o Jejum recomendado pela Igreja?

Esse modo de jejuar vem da Tradição da Igreja e pode ser praticado por todos sem exceção, sendo esse o motivo porque é prescrito a toda a Igreja.
O básico desse tipo de jejum é que você tome o café da manhã normalmente e depois faça apenas uma refeição - almoçar ou jantar -, a depender dos seus hábitos, de sua saúde e de seu trabalho. A outra refeição, a que você não vai fazer, será substituída por um lanche simples, de acordo com as suas necessidades.
Dessa maneira, por exemplo, se você escolher o almoço para fazer a refeição completa, no jantar faça um lanche que lhe dê condições de passar o resto da noite sem fome.

Qual a essência do Jejum?

O importante, e aí está a essência do jejum, é a disciplina, e é você não comer nada além dessas três refeições. O que interessa é cortar de vez o hábito de "beliscar", de abrir a geladeira várias vezes ao dia para comer "uma coisinha".
Evitar completamente, nesse dia, as balas, os doces, os chocolates e os biscoitos. Deixar de lado os refrigerantes, as bebidas e os cafezinhos.


Qualquer pessoa pode fazer esse tipo de jejum, mesmo os doentes, porque água e remédios não quebram jejum.

Quem está obrigado a fazer o Jejum?

Todo católico maior de idade (a partir dos 18 anos) até os sessenta anos começados (cinquenta e nove completos) conforme dita o cân 1252.

Cân 1252 - Estão obrigados à lei da abstinência aqueles que tiverem completado catorze anos de idade; estão obrigados à lei do jejum todos os maiores de idade até os sessenta anos começados. Todavia, os pastores de almas e os pais cuidem que sejam formados para o genuíno sentido da penitência também os que não estão obrigados à lei do jejum e da abstinência em razão da pouca idade.

Veja outros tipos de Jejum: Pão e Água; Líquidos e Completo

Resumindo:

Abstinência - o fiel católico a partir dos 14 anos de idade deve abster-se de comer carne (e seus derivados) na Quarta-feira de Cinzas, na Sexta-feira Santa (da Paixão) e em todas as sextas-feiras do ano (salvo se for dia de solenidade);

Jejum - o fiel católico a partir dos 18 anos até os 59 anos deve deixar de fazer uma refeição no dia - devendo ser o almoço ou o jantar (nunca o café da manhã), na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira da Paixão.

Assim, na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira da Paixão todo católico deve: abster-se de comer carne e seus derivados E fazer jejum.

*Veja esse vídeo onde o pe. Paulo Ricardo trata sobre o assunto:



Fonte: Código de Direito Canônico e Práticas de Jejum, Mon. Jonas Abib.
Atualizado em setembro de 2012 - Christo Nihil Praeponere

2 comentários:

  1. Querida Graziela Parabéns pelo blog, Deus te abençoe sempre e te ilumine neste lindo caminho que trilhas.
    Mas gostaria de entender melhor sobre o Jejum e por isso estou aqui, não entendi muito bem a respeito de seu comentário sobre " qual é a essência do Jejum " você coloca que é simplesmente para nos reeducarmos na alimentação? Seria apenas uma "dieta de guloseimas"? Sinceramente acho que você esteja enganada. Não acredito que seja só isso, e o lado Espiritual? Porque Davi e Jesus jejuaram? Precisavam de uma reeducação alimentar?

    ResponderExcluir
  2. Salve Maria!
    Oi Plácido,
    Obrigada e reze por mim.
    Você questionou o seguinte:
    "Mas gostaria de entender melhor sobre o Jejum e por isso estou aqui, não entendi muito bem a respeito de seu comentário sobre " qual é a essência do Jejum " você coloca que é simplesmente para nos reeducarmos na alimentação? Seria apenas uma "dieta de guloseimas"? Sinceramente acho que você esteja enganada. Não acredito que seja só isso, e o lado Espiritual? Porque Davi e Jesus jejuaram? Precisavam de uma reeducação alimentar?"

    Relendo o que escrevi percebi que vc interpretou de forma errônea.
    Primeiro: Em nenhum momento escrevi que é uma reeducação alimentar, nem usei esse termo.

    Segundo: O que tem escrito é que a ESSÊNCIA do Jejum é a DISCIPLINA. É uma forma de nos disciplinarmos para evitarmos cair em tentações e cometermos pecados mortais (qualquer que seja ele).

    Que Deus o abençõe!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...