Seguidores

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

O uso do véu branco em audiência com o Santo Padre!


Confirmou-se. Charlene do Mónaco vestiu-se de branco na audiência desta manhã com o Papa Francisco, no Vaticano. A princesa, casada com o príncipe Alberto do Mónaco, é uma das sete mulheres que tem o privilégio de poder usar roupa desta cor frente ao chefe da Igreja católica.

Este direito, designado por privilégio do branco, está reservado a princesas e rainhas católicas e especialmente em encontros importantes no Vaticano, como audiências privadas, canonizações, beatificações ou missas especiais.

 


Além de Charlene, podem vestir branco:

1) a rainha Letizia de Espanha, 
2) a rainha emérita Sofia de Espanha (os reis Juan Carlos e Sofia mantêm o título apesar de ele ter abdicado do trono para o filho), 
3) a rainha consorte Matilde da Bélgica 
4) a rainha Paola da Bélgica (esta última é casada com o rei Alberto II, que abdicou para o filho, Filipe), 
5) a grã-duquesa Maria Teresa do Luxemburgo, 
6) a princesa Marina de Nápoles (casada com Vittorio Emanuelle, príncipe de Nápoles, o filho único do último rei de Itália, Humberto II).

O protocolo exige às restantes mulheres que se encontrem com o Papa a usar um vestido preto sem decote e com mangas compridas e uma mantilha (véu) preta na cabeça.


Fonte: DN

Lembrando que a Rainha da Inglaterra e as princesas não são Católicas, mas Anglicanas, por isso, não possuem o "privilégio branco".

Nossa Senhora Puríssima, rogai por nós!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Vou batizar minha nenem na católica mas a madrinha é apenas casada pela anglicana. Será que vai dar problema?

Salve Maria!!!

Querida irmã,

Conforme dispõe a nossa Amada Igreja, as regras para ser padrinho e/ou madrinha de Batismo, dispostos no Código de Direito Canônico, são:

"- Tenha completado 16 anos de idade;

- Seja Católico, confirmado (crismado);

- Já tenha recebido o Sacramento da Eucaristia;

- Leve uma vida de acordo com a fé (católica) e o encargo que vai assumir;

Não podem ser padrinhos pessoas de outras religiões ou filosofias de vida, amasiados (união estável), divorciados, casados somente no civil ou em uma igreja de outra religião ou pessoas que não tenham uma conduta cristã condizente.
  
- Não tenha sido atingido por nenhuma pena canônica legitimamente irrogada ou declarada;

- Não seja pai ou mãe do batizando (nem esposo(a) de uma pessoa adulta que irá se batizar); 

- Solteiro ou Casado na Igreja Católica."

Você não diz, mas suponho que a madrinha seja católica e crismada e que o único senão seja pelo fato dela não ser casada na Igreja Católica.

Esse pequeno detalhe seria suficiente para ela não ser aceita como madrinha, já que a Igreja Católica não reconhece o casamento celebrado em outras religiões e, portanto, ela seria solteira para a Igreja, mas viveria em união estável.

Mas, não sei se o pároco da Paróquia onde vai ocorrer o Batizado seguirá o que determina a lei, infelizmente, muitas Paróquias hoje não observam as regras ditadas pela Igreja Católica.

Outra questão, a madrinha é católica? Por que não casou na Igreja Católica? Há impedimento? Ela vive em segunda união?

Vai ter padrinho? O padrinho é católico? Se for casado, é casado na Igreja Católica? É crismado?

Lembre-se que o padrinho e a madrinha tem uma função, que é acompanhar e auxiliar o afilhado na sua vida de iniciação cristã, ou seja, leva-lo a Santa Missa, acompanhar na Catequese (primeira comunhão/crisma), ensinar a rezar, a rezar o terço, as orações cristãs/católicas básicas como a Ave Maria, o Pai Nosso, o Credo... orientá-lo dentro dos preceitos da fé católica, assim, o padrinho e a madrinha devem ser católicos e devem procurar vivenciar o que ensinam aos seus afilhados, devem ser bons exemplos.

Boa sorte!

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Pode batizar na Quaresma?

Salve Maria!!

Não conheço nenhum impedimento legal, não há nada contra no Catecismo, nem no Código de Direito Canônico. E nunca vi falando nada na Igreja.

Procure a paróquia da sua cidade/bairro e se informe sobre as datas de batismo nela, normalmente ocorre aos domingos (1 ou 2 por mês). Pode também fazer o batismo individual.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!


domingo, 10 de janeiro de 2016

Minha mãe quer usar o véu, mas teme as pessoas. Ela pode usar o véu sem se importar com o pessoal?

Ave Maria!!!

Ela não só PODE, como DEVE!!!

Assim como as pessoas "acham" que podem usar qualquer tipo de roupa na Santa Missa, sua mãe pode e tem o direito de usar o véu, se o desejar, na Igreja.

Deixe as pessoas falaram, isso dura pouco tempo e logo depois acostumam.

Não entendi quando diz que ela é "ex-ministra", imagino que fale que ela foi Ministra Extraordinária da Sagrada Comunhão Eucarística. Se é isso, eu também fui e usava o véu quando ainda era MESCE.

Resumindo, diga para sua mãe usar o véu (preto), sem medo das pessoas; e rezar o terço pelas que falarem dela. Sem esquecer que véu e modéstia no vestir estão relacionados.

Boa sorte!!

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Estou com anseio muito grande de usar o véu, mas não tenho muitos vestidos pra usar, somente calças, como devo proceder?


Boa Noite minha irmã em Cristo.

Um Feliz Natal!!!

Como falei no post Perguntas e Respostas sobre o Uso do Véu, não há regra, nem obrigatoriedade de usar o véu somente com saia, nem proibição de se usar o véu com calça.

A norma de São Paulo em I Cor 11, 5 e ss é que a mulher cubra a cabeça.

Quando a Igreja tinha uma norma em que a mulher era obrigada a usar o véu, que vigorou até os anos 80, as mulheres não tinham o hábito, como hoje, de usar calça e usavam muitos vestidos ou saias. E para ir a Santa Missa não usavam calça.

Hoje, realmente, há mulheres que quase não usam saia/vestidos.

Se você quer usar o véu, não tem problema, USE-O!!

A única norma para se usar o véu é querer!

Claro, há a tradição, mulheres solteiras usam o véu branco e as casadas e viúvas usam o véu preto.

Sugiro que comece a usar o véu, mesmo com as poucas opções de saias e vestidos que você afirma ter.

Se for preciso, faça algumas adaptações para que se guarde a modéstia, por exemplo, se tem um vestido que não tem manga, use o bolero com ele; ou se seu vestido tem um decote mais profundo, use um lenço cobrindo ou com uma regata por dentro; se é um vestido/saia curtos você pode usar com uma meia.

Aos poucos você vai se amoldando e se adaptando, adquirindo novas peças.

Sugiro também que você mande fazer ou compre, se achar para vender, umas saias, na altura do joelho (evasê) ou longas na cor preta, bege ou jeans, ou seja, cores neutras que você consiga usar várias vezes com blusas diferentes, fazendo várias composições. Isso resolveria seu problema, por enquanto.


Se, no momento, essas soluções não são possíveis, não tem problema.

Use o véu com calça.

Só procure guardar a modéstia evitando calças apertadas, justas, que marcam o corpo. Use com blusas que não tenham decote e que tenham manga. Mas, NÃO DEIXE de usar o véu porque não tem saia/vestidos suficientes.

Ore!! Nossa Senhora vai lhe mostrar alternativas, soluções e saídas para que você consiga usar o véu da melhor maneira possível.

Seja perseverante, não pare nos obstáculos!

Que o Menino Jesus lhe abençõe!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...