Seguidores

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 23 de abril de 2016

Tenho um filho de 7 anos e há 3 meses a madrinha de batismo dele faleceu. Posso convidar outra pessoa para ser madrinha dele?

Salve Maria!

O Batismo (válido) só é realizado uma vez. 

Ora, se ele já foi batizado, não poderá ser batizado novamente, assim, não terá como chamar outra pessoa para ser madrinha, da mesma forma que não se chama outra pessoa para ser a mãe, avó, tia...

Ele vai saber que a madrinha dele de batismo faleceu e agora olha por ele do céu, junto a Jesus Ressuscitado.

Quando ele for receber o Sacramento do Crisma ele terá a opção de escolher uma outra madrinha (ou um padrinho). 

São Jorge, rogai por nós!


sexta-feira, 8 de abril de 2016

Pessoa criada na Umbanda, agora fazendo catequese, pode receber os sacramentos? E a madrinha?


"Fui criada e sou sacerdotisa na umbanda. Mas ano passado recebi um chamado para que eu frequentasse a catequese - desde então minha família vem frequentando a catequese. Agora estamos em uma reta final para os sacramentos, mas me deparo com alguns problemas:
- Minha filha gostaria muito que sua madrinha fosse uma pessoa que frequenta muito a igreja católica, mas também frequenta a umbanda. Realmente não é possível?
- Como o centro que frequento sempre ensinou paz, amor, oração - nunca fizemos despachos, macumbas, etc. - ainda não consigo ver como 100% errado o que vivi para renunciar. Porém sei que devo receber os sacramentos, pois o meu chamado foi muito forte e bonito e me ensinou a crer na igreja católica e na bíblia.
Os dizeres de renuncia que ainda não conseguiria dizer é quando cita-se nomes de orixás, como Xangô (que na católica é São Jerônimo) e de meditação.
Mesmo assim não posso receber os sacramentos?"

 
Salve Maria!!

Vamos por partes...rs

Fui criada e sou sacerdotisa na umbanda.

Primeiro: Fiquei na dúvida se você AINDA É frequentadora da Umbanda. Já que afirmou ser sacerdotisa lá. Não ficou claro se já saiu ou continua frequentando a Umbanda.

Minha filha gostaria muito que sua madrinha fosse uma pessoa que frequenta muito a igreja católica, mas também frequenta a umbanda. Realmente não é possível?
 
Segundo: Sobre a madrinha, para que ela seja madrinha ela precisa ser católica e crismada e viver conforme ensina a fé católica, além de outros requisitos (veja sobre eles no meu post sobre o Sacramento do Batismo).
Ora, se ela frequenta a umbanda, então, ela não está vivendo a fé católica como deveria. Ela conhece mesmo a Igreja Católica? Parece-me que não! Como vai orientar e acompanhar a sua filha se ela mesma não segue o que a Igreja ensina? Difícil né? 
O padrinho e a madrinha não são "de enfeite" ou "convenção social"; eles tem uma função/obrigação que é ensinar e acompanhar o afilhado (a) nos ensinamentos da fé católica auxiliando os pais e na ausência destes. Pense sobre isso.

- Como o centro que frequento sempre ensinou paz, amor, oração - nunca fizemos despachos, macumbas, etc. - ainda não consigo ver como 100% errado o que vivi para renunciar. Porém sei que devo receber os sacramentos, pois o meu chamado foi muito forte e bonito e me ensinou a crer na igreja católica e na bíblia.
Os dizeres de renuncia que ainda não conseguiria dizer é quando cita-se nomes de orixás, como Xangô (que na católica é São Jerônimo) e de meditação.
Mesmo assim não posso receber os sacramentos?"

Terceiro: Antes de receber o sacramento do Crisma, você irá receber o Sacramento da Penitência, nele você deve falar ao sacerdote os pecados que cometeu. Entendo que, antes de você conhecer a fé católica pode não existir o pecado, já que para existir a pessoa deve saber que é pecado e querer cometê-lo assim mesmo, mas.... desde quando você começou a frequentar a catequese e a tomar conhecimento sobre o que a Igreja ensina e sobre o que ela considera pecado, sobre os 10 mandamentos, você, se tiver continuando a frequentar o centro (como parece ser o caso), pode ser considerada em pecado, devendo falar isso ao padre, narrar sua história, quando for receber o Sacramento da Reconciliação/Penitência/Confissão.

Você pode sim receber os sacramentos mas, para isso, deve: 

1) Querer ser realmente católica;
2) Se afastar, definitivamente, da Umbanda e outras seitas (desde já e não só depois que receber os sacramentos);
3) Ter consciência do seu chamado a ser Católica e procurar vivenciá-lo como a Igreja ensina, não é fácil. Você poderá cair algumas vezes, muitas vezes, se questionar, mas sempre terá um padre para conversar, tirar suas dúvidas e se redimir diante de Deus (veja o testemunho da madre Jane do Instituto Hesed, ela era da Umbanda e hoje é irmã consagrada a Deus). Além de inúmeros documentos da Igreja e o Catecismo da Igreja Católica que deve ler lido e conhecido por todo católico.

"Todas as formas de adivinhação hão de ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, evocação dos mortos ou outras práticas que erroneamente se supõe "descobrir" o futuro. A consulta aos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e da sorte, os fenômenos de visão, o recurso a médiuns escondem uma vontade de poder sobre o tempo, sobre a história e, finalmente, sobre os homens, ao mesmo tempo que um desejo de ganhar para si os poderes ocultos. Essas práticas contradizem a honra e o respeito que, unidos ao amoroso temor, devemos exclusivamente a Deus.
Todas as práticas de magia ou de feitiçaria com as quais a pessoa pretende domesticar os poderes ocultos, para colocá-los a seu serviço e obter um poder sobrenatural sobre o próximo - mesmo que seja para proporcionar a este a saúde -, são gravemente contrárias à virtude da religião. Essas práticas são ainda mais condenáveis quando acompanhadas de uma intenção de prejudicar a outrem, ou quando ou não à intervenção dos demônios. O uso de amuletos também é repreensível. O espiritismo implica frequentemente práticas de adivinhação ou de magia. Por isso a  Igreja adverte os fiéis a evitá-lo. O recurso aos assim chamados remédios tradicionais não legitima nem a invocação dos poderes maléficos nem a exploração da credulidade alheia". (Catecismo da Igreja Católica)

Agora, tenha consciência. 

Não dá pra ser católica e espírita. 
Não dá pra ser católica e crer na reencarnação.
Não dá pra ser católica e frequentar a Umbanda.
Não dá pra ser católica e frequentar centro de macumba....
Ou você é católica ou você não é!!!
Ou você crer no que a Igreja Católica ensina e prega: Cristo Ressuscitado, vivo no Santíssimo Sacramento do Altar, que esperar por nós todos os dias e se dá na Hóstia Consagrada, ou você não é católica.

Procure ler mais sobre o que a Igreja ensina de outras religiões. Converse com o sacerdote que está acompanhando a sua catequese. Reze. Se afaste da Umbanda. Peça orientação ao seu Anjo da Guarda, a Jesus Hóstia Santa (vc pode visita-lo na paróquia, no sacrário, e conversar com ele sobre isso), peça auxílio a Maria, Nossa Mãe e ao Arcanjo Miguel.

Espero ter ajudado.
Que Deus a abençõe.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Camisa Jeans + Saias

Tenho visto muitas camisas jeans nas lojas, ela, sem dúvida, não pode faltar em um guarda-roupa.

Se você tem dúvida sobre como usar camisas jeans com saias, separei alguns modelos.
 











São José castíssimo, rogai por nós!!

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Dois irmãos um homem e uma mulher podem ser padrinhos?

Salve Maria!!

Em tese, não há problemas em dois irmãos - homem e mulher -  serem padrinhos.

O fato de serem irmãos não é impedimento.

Agora, deve-se observar se eles preenchem os requisitos para serem padrinhos, quais sejam:

"1) Seja designado pelo batizando ou por seus pais, ou no caso de ausência pelo próprio pároco ou ministro, e tenha aptidão e intenção de cumprir esse encargo;
2) Tenha completado 16 anos de idade;
3) Seja Católico, confirmado (crismado);
4) Já tenha recebido o Sacramento da Eucaristia;
5) Leve uma vida de acordo com a fé (católica) e o encargo que vai assumir;
Não podem ser padrinhos pessoas de outras religiões ou filosofias de vida, amasiados (união estável), divorciados, casados somente no civil ou em uma igreja de outra religião ou pessoas que não tenham uma conduta cristã condizente.
6) Não tenha sido atingido por nenhuma pena canônica legitimamente irrogada ou declarada;
7) Não seja pai ou mãe do batizando (nem esposo(a) de uma pessoa adulta que irá se batizar); 
8) Solteiro ou Casado na Igreja Católica."

Que Deus a abençõe.

Jesus Ressuscitado, tem misericórdia de nós!!

terça-feira, 29 de março de 2016

Se o adulto não é batizado e que ser somente batizado, a preparação poderá ser feita somente em um dia?

Boa noite,

Você sabe que o rito de iniciação Cristã comporta três etapas: batismo, primeira comunhão e a confirmação do batismo (crisma).

Me pergunto por que um adulto vai querer só se batizar, se pode ter acesso a tudo de uma só vez?
Ele não vai querer receber JHS?! Então por que se batizar na Igreja Católica?

Penso que não possa ocorrer somente o batismo, muito menos daria para formar uma pessoa para ser cristã em um só dia, né? As crianças e adolescentes levam anos para isso...

Bem, de toda sorte, cabe ao sacerdote, pároco, conversar com a pessoa, vê/ouvir os motivos dela querer só se batizar e não querer receber os outros sacramentos, bem como, verificar se com somente um dia de formação ele estaria apto a ser batizado.

Pessoalmente, eu aconselharia essa pessoa a não se batizar na Igreja Católica, porque ela, claramente, já está demonstrando que não será um verdadeiro católico e quer se batizar só por conveniência. 

Casar? Ele pode casar na Igreja Católica sem ser batizado, se o seu cônjuge for católico (batizado).
Outro motivo? Qual?

Fiquei curiosa!!!

Espero ter tirado sua dúvida.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...